* * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * * *

4 de março de 2010

RUC há 24 Anos a Experimentar em FM!

A Rádio Universidade de Coimbra celebrou no dia 1 de Março, os 24 anos de emissões contínuas. Foi a partir dessa data em 1986 que o Centro experimental de rádio (CER) passou a RUC.
Para comemorar foi emitida uma emissão especial nos 107.9 e em http://www.ruc.fm/. Ao longo do dia foram  feitas 24 sinteses, correspondentes a cada ano que a RUC esteve no ar, recuperando spots e jingles que atravessaram as emissões e onde se falou com várias personalidades, não só da rádio, mas também do mundo universitário.


As comemorações não se ficam pelo dia 1, nos dias 6 e 27 de Março a RUC apresenta "Música Imperfeita", onde as instalações se transformam no instrumento criador e servem ao mesmo tempo de espaço para o improviso sonoro.

"Vai-se fazendo por esse mundo fora mais música do que alguma vez na história da humanidade foi feita. O mundo da composição - transversalmente, da mais fina erudição à mais profunda simplicidade popular - passou o século XX recorrentemente preso a estúdios dispendiosos, instituições de funcionamento complexo e vasta necessidade de recursos humanos. Esta é uma realidade que tem vindo a mudar nos últimos anos, de forma cada vez mais notória.
A era de ouro do avanço tecnológico trouxe a revolução tão ambicionada nesta área: a democratização da criação musical, por via da disseminação de tecnologias de uso caseiro, em pleno pé de igualdade com aquelas que o universo fechado da indústria discográfica vinha desde há muito utilizando. Esta revolução está a trazer para primeiro plano aqueles que tradicionalmente sempre estiveram arredados da indústria: os amadores. Aqueles que, etimologicamente, amam. Amam a música, amam a criação, amam ir um pouco mais além com os escassos recursos de que dispõem.
É precisamente o amor à música e à criação que vai arrastando por esse mundo fora milhares de anónimos do quarto para a internet, para o palco, para a mediatização global de que a nossa era é sinónimo. A facilidade de acesso aos conteúdos multimédia acelera todo este processo, debilitando cada vez mais a posição inabalável da indústria face às lógicas consumistas que impôs às formas de distribuição musical, num movimento que ganha força a cada dia que passa.
Como não podia deixar de ser, é deste lado da barreira que a RUC se encontra, entusiasmada com o efeito verdadeiramente catalisador que esta revolução está a ter na criação musical. Gostamos de pensar que este é o lado bom da Força. É que não se trata apenas de haver cada vez mais música a ser criada; na verdade, o que importa mesmo é que há cada vez mais qualidade na criação, e facilidade de acesso a essa produção de qualidade. Porque, mais uma vez afirmamos, ela está agora nas mãos dos que amam. Os que têm a sensibilidade de meter mãos à obra por puro gozo, sem interesses mercantilistas nem preconceitos estéticos, que vão fundido e criando novos géneros e abordagens.
A todos estes, a RUC lança em 2010 o desafio de juntarem à celebração desta revolução, em eventos regulares de música improvisada, criada em directo nos espaços da Rádio Universidade de Coimbra. O desafio passa por convidar todos os interessados a colaborar neste evento, trazendo até à RUC uma qualquer peça de hardware (os laptops serão meios preferenciais, mas sintetizadores, drum machines, processadores de efeitos e mesmo instrumentos mais convencionais são bem vindos; no fundo, tudo o que possa ser amplificável e transportado à mão), para lhes dar uso improvisado, sem ensaios nem regras que não um par de directivas sonoras (tempo e tónica) o bom senso dos intervenientes. A RUC oferece as condições de amplificação, engenharia de som e transmissão em directo do evento no FM para a região de Coimbra e para todo o mundo pela internet.
Fica assim lançado o repto a todos os que amam, e que o materializam sob a forma sonora: a RUC quer-vos deste lado da trincheira, de armas apontadas ao éter, celebrando aquela que é talvez a maior revolução na música desde que Edison recolheu pela primeira vez conteúdo sonoro em cilindros de papel encerado".

Preparou-se também no dia 13 de Março o concerto de Legendary Tigerman que traz o seu último trabalho, "Femina", aos palcos do Teatro Académico de Gil Vicente, em Coimbra.

posted by ORELHA EXTRA @ 15:14  
0 Comments:
Enviar um comentário
<< Home
 
 

 

 

Programa radiofónico semanal ao Sábado na Rádio Castrense 93.0 fm (Baixo-Alentejo) e Rádio Universidade de Coimbra 107.9 fm, bem como ao domingo na Universidade Fm 104.3 (Trás-os-Montes), em Portugal e na Rádio UFSCar 95.3 fm, em São Carlos, no Brasil.

* * * * * * * * * * * * * * * * *

EXTRA EAR is a radio show broadcasted by one radio station in Brazil, Radio UFSCar 95.3 fm, and three radio stations in Portugal: Coimbra University's Radio 107.9 fm, Radio Castrense 93.0 fm and Universidade FM 104.3.

 

 

NO AR

Sábados

RUC

 

RC

 

 

 

Domingos

RUA

 

Ufscar

 

 

* * * * * * * * * * * * * * * * *

 

 

 

 

 

 
 

About Me
ORELHA EXTRA

EMAIL orelhaextra@sapo.pt

 

 

 

Previous Post
Archives